Notícias

Os riscos da autogestão

14/03/2018 às 14h47

A autogestão nos condomínios, como é chamada a administração feita pelos próprios moradores sem a assessoria de uma administradora, ainda é uma realidade em muitos edifícios. Nesse modelo, mais adotado em prédios com poucas unidades, geralmente não há conselho fiscal. E as despesas são controladas só por uma pessoa, o que pode causar problemas.

Marcelo Borges, diretor jurídico da Associação Brasileira das Administradoras de Imóveis (ABADI), ressalta que exercer a gestão sem o auxílio especializado poderá causar prejuízos.

“Pode ser uma economia perigosa, pois há grandes riscos de erros, acarretando, inclusive, demandas jurídicas”, alerta.